Recomendações do dia


Então... esta semana não tive comentários nenhuns :( Se bem que suponho que se deva ao facto de toda a gente estar ou de férias, ou muito ocupada. Em todo o caso eu também ando a fazer esta coluna diária por minha causa, mas pelo menos os posts de domingo acho que deviam ver nem que seja na diagonal. 

Artigo do dia: [www]
São questões ilegais feitas com imensa frequência em entrevistas de emprego. Eu posso não saber especificamente porque que são ilegais, mas sei que a maioria delas não é relevante para avaliar o desempenho da pessoa entrevistada e contudo as respostas pesam para contratar alguém. Por exemplo, mulheres com filhos são vistas como pessoas que não são capazes de se dedicar ao trabalho porque valorizam mais os filhos, enquanto que homens casados - quer tendo filhos ou não - são contratados mais facilmente porque se considera que as suas mulheres vão tratar da casa e assim até são mais felizes, suportados e podem concentrar-se em trabalhar. Tudo coisas que podem nem ser verdade mas são inferidas através desse tipo de questões, e também coisas que muita gente não controla - o que leva ao assunto do vídeo...

Vídeo do dia: [www]
Aaaaaaaaaargh isso é tão azedo e tão realista. Eu já mencionei várias vezes o mito da meritocracia [www], que é aquela coisa em que a maioria da sociedade acredita: se uma pessoa se esforçar, terá o que merece. OU seja, aquela maneira de pensar em que a desigualdade inicial - pela qual a pessoa com dado objetivo não tem culpa nem qualquer controlo - é completamente desconsiderada na equação. E esse vídeo denota muito bem que, sim, tanto pessoas favorecidas comodescfavorecidas têm capacidades e podem esforçar-se, mas nem todos os avanços de alguém resultam de mérito próprio e, consequentemente, a corrida é injusta. O vídeo é literalmente uma corrida. Se vocês não tirarem nenhuma lição de lá, uau, isso é que é ser denso. 

Artista do dia: [www]
Picolo-kun tem um estilo de arte que eu gosto de ver em comics. Sombras quer definidas com contraste, quer em degradê (na maioria das vezes até mistura ambos os estilos), personagens com poses casuais, as ilustrações parecem ter sempre contexto ou estar inseridas numa história, a os traços são semi-realistas. Oh, faz imensas ilustrações a preto e branco e fanarts muito interessantes - por exemplo, vejam só [esta coleção] de Harry Potter: parecem mesmo páginas de livros! Na verdade, foi graças aos fanarts que conheci o artista (estou a assumir que é um ele por causa do "kun" no deviantart). Recomendo bastante.


Comentar com: ou

Sem comentários: