Recomendações do dia


Yup, terceiro post desta minha nova coluna. Não se preocupem, sendo domingo eu vou obviamente fazer um post decente - e hoje vou precisamente tentar acabar a tag que estou a criar. A minha pessoa dormiu demasiado, e agora estou a correr contra o tempo para fazer tudo o que é suposto fazer neste dia da semana segundo o meu horário de férias. Se tudo correr bem, hoje vou começar o mangá de Noragami ^^ 

Artigo do dia: [www]
Este post nem tem uma utilidade assim tão prática, mas serve para vos falar de algumas coisas que se passam em Portugal. Não sei se sabem, mas a tradição da tourada ainda existe, e muita gente agarra-se a ela com fervor. Esse post é de um grupo que luta pelos direitos animais e está basicamente a denunciar como os próprios apresentadores da televisão concordam com a maioria do povo português, encarando a tourada com um divertimento/CULtura, em vez de TORtura, tendo ido a uma manifestação anti-tourada para pelo menos impedir as pessoas de assistir a essa diversão cruel de consciência limpa. Felizmente, têm surgido vitórias constantes no sentido de acabar com essa tradição, e mesmo na Póvoa de Varzim - local onde ocorreu a manifestação mencionada no post - já foi decidido que não haverão mais touradas a partir de 2019 [fonte].

Vídeo do dia: [www]
Eu na verdade já vi este vídeo há algum tempo, mas ainda considero importante. Há uns tempos, a atriz da Viúva Negra, Scarlett Johansson, tinha aceitado fazer o papel de um homem trans num filme do mesmo produtor de Ghost in the Shell. Ela não seria a primeira pessoa cis a fazer algo do género, nem a primeira a ser criticada - contudo, felizmente, ela desta vez fez algo que não fez com Ghost in the Shell, apesar de as críticas terem sido semelhantes, apenas diferindo no tema (género e etnia): ela aprendeu com as críticas, e declinou o papel. Isso deixou-me radiante, porque já e a segunda pessoa que vejo a fazer algo do género, e pode ser que assim mais atores comecem a aprender que há certas coisas que pura e simplesmente não devem representar. Porquê? O vídeo explica provavelmente todas as razões que eu conheço. Por um lado, porque se pessoas cis ficarem com o papel de personagens trans - os únicos papéis a quem é permitido pessoas trans representar - pessoas trans vão acabar sem papéis nenhuns, sendo excluidas da indústria cinematográfica. Por outro, porque da mesma forma que um homem não representaria uma mulher cis, não pode representar uma mulher trans - pois ser trans não é um papel nem um traço de personalidade. Enfim, vejam o vídeo, é muito bom. 

Artista do dia: [www www]
Dois links pois, apesar do primeiro ser para um artigo que fala da pessoa, o segundo tem mais ilustrações. A pessoa é trans - não sei se é um homem trans ou uma pessoa não binária afab (assigned female at birth), mas parece ser a primeira hipótese - e a sua arte reflete imensamente isso. Retrata frequentemente genitais ou metáforas para estas (como uma gaiola com um pássaro lá dentro), tentando transmitir a sensação de disforia, e pretende questionar a binária de género e a noção de sexo biológico com ilustrações de, por exemplo, homens trans que têm seios. A arte foi censurada pela escola onde o artista anda (andava?), mas ele lutou contra isso conseguindo fama através da sua plataforma online e obrigando a escola a reconhecer o seu talento. Infelizmente, o website com todas as imagens parece ser um link quebrado... :/

Comentar com: ou

1 comentário:

Inês Pinto disse...

Oi tudo bem?
Espero que sim. Eu acho um alívio por as touradas já estão a parar de ser feitas. É uma angústia ver um touro a ser torturado e maltratado daquela forma à frente de tanta gente.
Beijos.
www.y-ukinoyume.blogspot.pt