Ohayou minna-san! Aqui é a Any, do {Forever Sapo}. Este é um blog onde direi, sem compromissos, qualquer coisas que me venha à cabeça, através de posts desconectados entre si. É só uma forma de matar saudades da blogosfera.

31 dezembro 2016

Aquele cliché de ano novo


Começo este post sentindo-me a Joana do [Cute Universe]: esqueci-me do ano novo e tive de fazer tudo em cima da hora, vulgo, acabar este lyaout que ando há *literalmente* meses a fazer, e ainda escrever este post de ano novo. 2016 foi demasiado marcante para terminar sem reflexões. Então, eu já devia ter desligado o pc e começado a ver filmes com a minha irmã, já que é assim que gostamos de passar o ano novo, mas só agora estou a começar a escrever. Não direi realmente nada de especial - será mais ou menos o mesmo que viram noutros 300 blogs ;)

Layout novo e perspectiva para o blog:
Como imagino que tenham notado, o «caixinha de surpresas» está de visual novo ^^ Eu queria algo que me lembrasse de uma agendinha/bulletJournal/planner estilo tumblr, e apesar de faltarem detalhes que não consegui implementar por falta de tempo, posso dizer que estou satisfeita com o resultado. Por favor digam-me se não desconfigurou - é suposto ficar como na imagem abaixo. Já agora, as páginas internas terão de ser reescritas mais tarde.


Anyway, eu decidi que sim, passaria a postar sempre neste blog. Terminou o tempo do Forever Sapo - foi um ótimo blog, marcou-me IMENSO, mas tal como a Shana *o ser mais sábio da blogosfera* disse, deixei de ser um sapo. Na verdade, eu fiquei relutante em deixar o FS porque ele registou todos os meus momentos, e eu acreditava que, mesmo que eu mudasse, queria que o blog refletisse essa mudança, então ter posts muito distintos seria uma coisa boa por permitirem ver a evolução - contudo, para o FS poder comportar os posts que ando a fazer agora, teria de passar por uma organização que me daria demasiado trabalho. E já me afeiçoei a este bloguinho :3

Não prometo responder aos comentários a tempo, não prometo comentar no blog de ninguém, não sei de quanto em quanto tempo é que farei layouts novos, não garanto postar com frequência, mas garanto uma coisa: Não vou abandonar a blogosfera, NUNCA. 

As melhores recompensas de 2016:
Não faço a menor ideia de quais tenham sido as minhas metas para 2016, mas como um todo, considero que o ano foi bastante gratificante, a todos os níveis. Acho que foi um ano em que me encontrei e encontrei as pessoas que desejava na minha vida, em mais do que um sentido. Então, cá vamos à listinha dos presentes que esse ano me deu - e sim, esta é a minha maneira de fazer a retrospetiva ^^

Aprendi sobre lgbt+ e a definir-me» Acho que este ano em que realmente comecei a compreender a importância da representatividade, e a ter uma base sólida de informação sobre todo o tipo de minorias, principalmente lgbt+. Isso permitiu-me conhecer pessoas espetaculares, reconhecer que ninguém nasce desconstruído, definir-me melhor e aceitar que sou bi - ei, foi na época do natal de 2016 que eu assumi isso pela primeira vez para muita gente! - ensinar coisas sobre o assunto a outras blogueiras (que ainda não sei como é que me aguentam) e analisar melhor a maneira como minorias são tratadas em histórias e na via real.

Dragon age: inquisition» Fiquei em dúvida sobre colocr ou não isto, mas apesar de o jogo me detestar - afinal, avaria sempre que me aproximo da metade dele - pensar em DAI anda me enche de felicidade, por ser tão... bem, feminista. Personagens lgbt+, minorias raciais, mulheres fortes, tudo combinado numa história ótima, de fantasia e com bons gráficos. É o jogo mais perfeito que existe? Não, mas é o mais próximo de satisfazer as caraterísticas que eu priorizo.

O retorno do amor por fanfics» Esperem por bastantes posts sobre fanfics, porque entrei o ano com fics de No.6, e terminei com fics Klance, então aquilo que enche a minha cabeça durante o dia são pensamentos sobre ships e angústia perante fics abandonadas. E como cada vez mais prefiro fics a livros - pelo menos, em certos aspetos e só se as fics forem do AO3 - alguém vai ter de me aturar, e provavelmente serão vocês. Btw, tenho de agradecer às fanfics por terem contribuído para eu aprender inglês. 

A re-descoberta do tumblr» Eu tinha abandonado o tumblr por imenso tempo, tanto por eu ser uma desorganizada como por não ver grande utilidade em aesthetics nem em gente depressiva. MAS PÁRA TUDO PORQUE EU ANDAVA A VIVER ILUDIDA! O tumblr é o reino dos fandoms e das minorias, tem artistas notórios, as melhores teorias, os melhores headcanons e domina o assunto da representatividade. Há, claro, gente problemática e problematizadora bem extremista (e não sei qual dos extremos faz mais danos), mas há também um sentido de humor inabalável, criticas ásperas e fanarts divosos. Aliás, porquê que antes eu não valorizava aesthetics? São viciantes de ver!

Finalmente consegui uma mesa gráfica» bem no fim do ano, mas está valendo. O melhor é que o mouse do meu pc está sempre a encravar, portanto é a solução ideal para não ter de esperar que desencrave - ainda estou a aprender a pintar, mas em breve irei mostrar-vos alguns dos desenhos que já fiz. Para além disso, eu estou a criar um tumblr só sobre lgbt+ em português e pretendo ilustrar algumas das coisas que digo, precisamente com arte digital. 

Descobri na Rute uma amiga gigantesca, e reavi *sei lá que tipo de relação tenho* com o Bruno» Houve umas tretas no meu 11º ano que deixaram a minha amizade com a Rute instável, mas no 12º ano ficou muitíssimo mais forte e, apesar de não ter falado tanto com ela desde que a faculdade começou - por falta de sincronia nossa mesmo - ainda é alguém em quem confio plenamente. E o Bruno? Meu ex, e o melhor amigo que tenho (ou como a Hina-clone lhe chama *ex macho-alfa*), eu não sei o que seria de mim sem ele. Quase não passa um dia sem trocarmos alguma palavra, nem que seja para coisas banais, e ele sabe de praticamente tudo sobre mim. Também andamos na mesma faculdade e curso, o que faz com que estejamos quase sempre juntos, e é impressionante como, após 2 ou 3 anos sem falarmos, o laço que tenho com ele tenha voltado à força toda. É uma coisa que me surpreende todos os dias, sinceramente, e nem que seja por esse motivo, 2016 vai ser sempre um ano especial.

Abdiquei de medicina para fazer o que quero» Como explico na about, ir para medicina ajudar-me-ia a contribuir para o mundo pois a minha palavra teria peso e poderia proteger minorias, não só medicamente, mas também espalhando verdades sobre elas. Mas também se pode defender minorias de outra maneira - através da representatividade, e é por isso que um dia ainda tenciono fazer jogos realmente inclusivos. Estou em engenharia da computação, e apesar de ainda me faltar bastante para saber programar em condições, é algo que acredito que farei com maestria, principalmente quando começar a ter as ferramentas para criar as histórias que quero. Não só isso, é algo que amo e que faço com relativa facilidade, portanto sinto-me imparável >.<

Outras coisas importantes:
  • Yuri on Ice + Voltron + novas adaptações de Natsume Yuujinchou
  • PS4 cá em casa
  • 5 canetas copic! Todas em tons pouco saturados
  • Snow e o regresso ao Doukyuusei [www]
  • Os posts da Dana do [conversacult]
Coisas negativas do ano? Não ter terminado provavelmente nem 10 animes, ter parado de postar com tanta frequência, não ter terminado vários layouts que comecei, não conhecer praticamente ninguém lgbt+ no meu país, e tretas menores. 

Metas para 2017:
  • Aprender a pintar melhor digitalmente
  • Conseguir voltar a postar no meu blog de No.6 [reunion will come]
  • Acabar de ler a coleção de Nightrunner
  • Ler todos os livros de Rick Riordan, PQ ELE É O GÉNIO DA REPRESENTATIVIDADE E ATÉ VAI CRIAR UMA EDITORA! [www]
  • Acabar pelo menos uma fanfic, nem que seja Klance
  • Atualizar o meu blog de listas/links [baka list]
  • Organizar e completar a lista de amvs [www]
  • Finalizar um mmv no Sony Vegas, ou pelo menos um amv de Korra
  • Andar mais de bicicleta
  • Colocar mais tutoriais no [chuva de html]
  • Trocar de layout pelo menos uma vez por semestre?
  • Continuar a conhecer pessoas incríveis <3

Eu só tive uma semana de "férias" - que foi para terminar um trabalho da faculdade - e devia ter estudado para os exames que estão a caminho. Mas fiz isso? Não mesmo. Embora acredite que o meu tempo tenha sido mais rentável assim, pois dedicar-me ao blog nunca é um desperdício de tempo ;) 

Design por @Anilyan Leounear.
Conteúdo e edição originais.
É favor não plagiar ^^